JARDINS COMESTÍVEIS e FUNCIONAIS

OCUPAÇÃO DE ESPAÇOS OCIOSOS

LAJES PRODUTIVAS

A agricultura urbana promove o contato com a terra, com a origem dos alimentos e com os ciclos naturais que geram uma série de benefícios, inclusive terapêuticos, de conexão com este universo geralmente 'distante' da rotina urbana.

O cultivo de alimentos na cidade cria novos pontos de integração e aprendizado, ocupação inteligente e sustentável de espaços, além de gerar alimentos frescos e sem agrotóxicos.

Grandes cidades como Nova Iorque, Berlim e Tóquio exibem algo em comum além dos arranha-céus, do trânsito e da população numerosa: lajes ocupadas por fazendas urbanas que produzem alimentos frescos e sem agrotóxicos logo ali, do lado de quem logo irá consumi-los. As lajes são perfeitas para este uso: recebem bastante sol, muitas vezes são espaços ociosos ou subutilizados, estão mais altas que a rua onde circulam os automóveis o que mantém a poluição 'pesada' mais afastada, além de poder ser um espaço a mais de lazer, integração e contemplação da cidade.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon